Filme “O Poço”

O longa, que foi comentadíssimo nas redes sociais, nos faz questionar a realidade que vivemos

Não é à toa que O Poço causou um burburinho nas redes sociais. Quando nos deparamos com um filme como esse, somos bombardeados por múltiplas sensações.

A produção espanhola da Netflix promove reflexões e escancara como a nossa sociedade e, consequentemente, o sistema capitalista funcionam.

O longa espanhol de 2019 é dirigido por Galder Gaztelu-Urrutia. A história se passa em uma espécie de prisão vertical, com vários níveis. Goreng, interpretado por Ivan Massagué, é o personagem principal da trama e escolhe participar dessa experiência para parar de fumar.

Ele acorda no 48º andar, na companhia de Trimagasi (Zorion Eguileor), que explica para o protagonista a dinâmica do local.

A cela conta apenas com uma janela e um grande buraco retangular no chão, em que é possível visualizar os andares de baixo e de cima.

Uma vez por dia, uma plataforma enorme com comida desce e para no buraco de cada nível. Logo, subentende-se que todos os integrantes da prisão vertical compartilham a refeição.

Os que estão nos andares acima têm acesso ao banquete praticamente intacto. Aqueles que estão abaixo não contam com a mesma sorte.

Quando a mesa “chega” na cela em que Goreng está, Trimagasi come os restos desesperadamente antes que ela desça.

Ele explica ao protagonista que é preciso se alimentar das sobras, pois não receberão mais nada além daquilo. A refeição fica disponível por dois minutos e não é possível guardar para depois, para que não sejam punidos.

As pessoas dos níveis superiores não parecem se importar com os que estão abaixo. Contudo, depois de um mês os integrantes mudam de andar, aleatoriamente.

Quem estava no 6º, pode parar no 110º. O companheiro da cela também não é o mesmo, o que torna a trama ainda mais interessante.

O filme se assemelha ao que vivemos e é por isso que conquistou tantos admiradores. A produção é uma metáfora do sistema capitalista, que distancia indivíduos de classes sociais distintas, cada qual com sua realidade.

O final, que é subjetivo e nada claro, deixou parte dos espectadores confusos e ansiosos para uma possível continuação.

As indagações foram tantas que a própria Netflix divulgou um vídeo em seu canal explicando o longa. Ficou curioso? Assista O Poço e tire suas próprias conclusões!

0 0 vote
Article Rating
Inscreva-se na discussão
Me notifique para
guest
0 Comentários
Inline Feedbacks
View all comments